Pular para o conteúdo principal

Opinião: Por Que Alguns Jogos Third-Party Não Chegam ou Demoram a Chegar Para o Nintendo Switch?

(Imagem Ilustrativa.)

- Pois bem, meus caros Nintendistas, venho aqui hoje para tentar esclarecer uma dúvida que muitos de você têm ou não em relação aos jogos third-party no Nintendo Switch pois é, o título fala por si só e que vez ou outra chega até mim no direct ou no campo de perguntas do story do Instagram.

- Muitos de vocês com certeza já devem ter se perguntado em algum momento sobre o por que de alguns jogos third-party simplesmente saírem para todas as outras plataformas, menos no Switch alguns deles infelizmente nunca chegaram, não é mesmo? Pois é, vou jogar na mesa alguns pontos a respeito disso, mas já vou adiantando que dessa vez a Nintendo é inocente tá, talvez ela tenha um pouco de culpa.

(Imagem Ilustrativa.)

1° - Falta de confiança no console: Não é segredo para ninguém que desde o final da vida do Nintendo Wii, o histórico das vendas de consoles de mesa da empresa vem se abalado, afinal, nem mesmo o Nintendo Wii U fez tanto sucesso a ponto de impulsioná-las. Isso fez com que grades empresas desenvolvedoras de jogos ficassem com um pé atrás quando o assunto se tratava de levar um de seus grandes títulos a um novo console da Nintendo.

- No entanto, o nosso menino Switch começou a fazer muito sucesso, fazendo com que os poucos jogos multiplataformas existentes no console naquela época vendessem muito bem, e vejam só, vendo isso muitas empresas começaram a fazer ports de jogos antigos para o videogame, além de anunciarem versões de seus novos jogos para ele (pois vários deles haviam começado a serem desenvolvidos alguns anos antes do console, o que precisaria de certo tempo até fazerem uma versão para o Nintendo Switch). Dito isso, vamos para o segundo tópico:

2° - Falta de confiança transformada em safadeza: Se você chegou até aqui, com certeza leu o trecho do tópico anterior onde eu citei que diversas empresas, vendo o sucesso do Nintendo Switch, passaram a portar seus jogos antigos e anunciarem seus próximos lançamentos na plataforma, né? Mas e se eu te dissesse que: Apesar de ganharmos ports de jogos excelentes, isso acabou se tornando gatilho para que diversas empresas começassem a sacanear as coisas, o que você me diria?

- Bem, na real, o que acabou acontecendo... Foi que algumas grandes empresas começaram a fazer ports e compilados de seus jogos antigos para lançarem no Switch como uma espécie de "teste de mercado", bem naquela vibe de: "Olha galera, nós vamos fazer esses ports aqui para vocês e se por um acaso eles venderem bem, lançaremos nossos novos grandes títulos aqui". E isso foi literalmente uma bosta broxante, pois tanto eu quanto vocês já sabemos que muitos jogos têm gráficos e mecânicas que não envelheceram muito bem com o tempo, tornando-os datados.

- Resumindo... Embora o lançamento de novos ports como forma de "testar o mercado" fossem válidos no início da vida do Nintendo Switch, muitas empresas continuaram a fazer isso, tentando nos empurrar algumas quinquilharias para que pudéssemos ser "agraciados" com  novos lançamentos no console.

3º - Boatos, fofocas e mentiras: Não é de hoje que sabemos que a comunidade Nintendista é vista como a "pior de todas", na visão dos outros jogadores e não a toa, você pode encontrar várias baboseiras sendo compartilhadas pela internet ao nosso respeito.

- Uma delas, é a de que Nintendistas não costuma comprar jogos de outras empresas. Pois é, se muita gente por aí anda acreditando nisso, porque um cara que trabalha numa empresa que desenvolve jogos estaria imune a esse tipo de pensamento?

- Uma outra mentira descarada contada por aí, é a de que o Nintendo Switch é um console secundário. Nós todos sabemos que isso não é verdade, mas talvez o fato dele ser um console portátil e menos poderoso se compararmos com seus concorrentes, tenha contribuído para tal inverdade.

- Outra mentira clássica: O Nintendo Switch não aguentaria rodar o jogo "x".  Esta é outra inverdade espalhada por aí, e tanto eu quanto vocês já vimos essa belezinha rodando jogos tidos como impossíveis, não é mesmo? The Witcher 3 manda lembranças

- Então, do ponto de vista de uma grande third-party, lançar um grande jogo na plataforma seria o mesmo que amarrar seu dinheiro no cabo e um foguete de deixá-lo voar jogar seu dinheiro fora, já que com certeza os jogadores teriam um outro console ou PC para jogarem os seus principais jogos, enquanto o Nintendo Switch seria apenas para algo casual.

4° - Renovar o hype do jogo: Algumas empresas simplesmente lançam seus jogos nas outras plataformas e esperam um momento propício para anunciarem um port para o Nintendo Switch, port esse que muitas vezes foi desenvolvido juntamente com as outras versões , mas que foi segurado para levantar a moral do jogo mais uma vez e alavancar suas vendas. Hoje, esse é provavelmente o principal problema para os Nintendistas, pois acabam recebendo um jogo cerca de seis meses ou mais atrasado.

- Esse tipo de prática é uma baita sacanagem, pois recebemos o jogo vários meses atrasado e ainda temos que pagar o preço full, fora que é horrível começar um jogo com multiplayer online muito tempo depois já que ou você chega lá todo noob aprendendo a jogar no meio de um bando de viciados ou o jogo já esfriou tanto que nem gente pra jogar no modo online você encontra.

5° - Falta de orçamento: Algumas desenvolvedoras simplesmente não recebem um orçamento suficiente para várias versões, o que muitas vezes ocasiona na decisão de não fazerem esse port para o Switch num primeiro momento, mesmo aquele jogo tendo a cara do console estampada nele.

- Espero que eu tenha conseguido de alguma forma deixar claro a vocês os principais motivos pelos quais eu acho que vários e vários jogos continuam a ser entregues atrasados no Nintendo Switch. Se você gostou, comente e compartilhe com os amigos!

- Para comprar os jogos, basta clicar aqui;
- Para comprar outros produtos, clique aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sousou no Frieren: Mangá entra em hiato por tempo indeterminado!

- Segundo a edição mais recente da revista Shonen Sunday , o mangá Frieren e a Jornada para o Além ( Sousou no Frieren ) entrou em hiato, sem previsão de retorno. O premiado mangá é serializado desde abril de 2020 na revista Weekly Shonen Sunday , com nove volumes encadernados até então pela Shogakukan . - A título de curiosidade, a obra é escrita por Kanehito Yamada e ilustrada por Tsukasa Abe , além disso, já tem uma adaptação em anime anunciada para estrear este ano. No Brasil, o mangá é publicado pela editora Panini . Você pode conferir a capa do primeiro volume abaixo: Sinopse: A história depois de um grupo de heróis terem derrotado o Rei Demônio. Você acompanhará Frieren, uma elfa diferente dos seus três companheiros de viagem. Você verá o que ela viveu no mundo, o que ela sentiu depois da aventura ter terminado. E ainda, sua relação com os que ficaram e o que seria a oração para os mortos... “Essa história começa depois que a aventura termina”. “Uma fantasia pós-aventura que

Nintendo Switch: Como Solucionar O ERRO 9001-2470!

(Imagem Ilustrativa.) - Se você é dono de um Nintendo Switch, com certeza já passou por esse problema ou ficou sabendo de alguém que tenha passado em algum momento, não é mesmo? Pois bem, para você que ainda não passou por isso (como eu) e que ainda não sabe do que se trata, eu te explico. O erro em questão ocorre quando você tenta comprar um jogo, seja na eShop BR ou numa eShop gringa, utilizando um cartão de crédito. - A mensagem recebida pelos usuários que já relataram passar por esse problema, é:  " Código de erro: 9001-2470 Não é possível usar este cartão de crédito. " e como são muitas as pessoas tendo problemas com esse maldito erro, cá estou para tentar ajudar você a gastar seu suado dinheirinho com a Nintendo caso isso também esteja lhe causando transtornos. - Antes de mais nada, é importante ressaltar que a Nintendo já está ciente do problema e fornece ajuda aos seus usuários através do suporte online em seu próprio site oficial e que o problema não acorre somen

Unnamed Memory tem adaptação em anime anunciado!

-  Foi anunciado recentemente pela Kadokawa que a série de light novels " Unnamed Memory " ganhará uma adaptação para anime em 2023. Naturalmente, um trailer e mais detalhes foram revelados. - " Unnamed Memory " terá direção de Kazuya Miura (" Uzaki-chan Wants to Hang Out! "), roteiro de Deko Akao (" The Case Study of Vanitas "), design de personagens por Chika Nomi (" Kemono Michi: Rise Up ") e a trilha sonora está por conta de Akito Matsuda (" Sound! Euphonium "). O estúdio responsável é o ENGI . - A título de curiosidade, " Unnamed Memory " é uma série de light novels escrita por Kuji Furumiya , inicialmente publicada em 2008 de forma independente pela autora. Em 2012, ela começou a publicar a série no site Shosetsuka ni Naro e em 2019 os livros começaram a ganhar uma versão impressa pela Kadokawa . A série de light novels possui seis volumes ao todo e sua adaptação em mangá está em publicação desde 2020. -