Pular para o conteúdo principal

[Análise]: Warhammer 40,000: Dakka Squadron


- Mudando um pouquinho ou totalmente, decidi jogar um joguinho interessante que foge um pouco dos que tenho o costume de jogar, e já adianto que ele seria uma boa escolha para o pessoal que curte esse gênero, então, antes de mais nada, agradeço a RedDeer.Games por me fornecer a chave de acesso ao jogo, através do Terminals, o que tornou essa análise possível.

Sobre o jogo

Warhammer 40,000: Dakka Squadron é um jogo de ação desenvolvido e publicado pela Phosphor Game Studios para a plataforma PC (Steam) no dia 19 de fevereiro de 2021, sendo posteriormente publicado pela RedDeer.Games para a plataforma Nintendo Switch no dia 8 de março de 2024.

- A começar pelos gráficos, o game possui um visual bem incomum, onde os fissurados por gráficos mais realistas vão com certeza se incomodar, já os demais, nem tanto, pois ele possui um visual meio retrô que não chega a ser um pixel art, mas é legal. Já a trilha sonora, bem, cumpre o seu papel de não deixar a sua trajetória muito monótona.

- A história do jogo é bem simples, porém, nada ruim. Aqui você incorpora o papel de um comandante que viajará por 5 planetas distintos cumprindo missões de defesa ou sabotagem enquanto aprecia as explosões das bases inimigas que irá explodir pelo caminho.


Gameplay

- Para iniciar sua aventura como comandante, é necessário que você primeiramente escolha um clã, pois cada um deles possui uma grande quantidade de habilidades e atributos de nicho que você poderia facilmente reunir coletivamente em um arsenal de sua preferência. Por exemplo, um deles possui a capacidade de acumular mais dentes (uma moeda do jogo) durante a batalha, enquanto outro possui a capacidade de causar mais dano a troco de reduzir suas defesas em altitudes mais elevadas e assim por diante.

- Após escolher o clã com atributos que melhor lhe satisfazem, basta percorrer os vários picos, desfiladeiros e túneis do cenário para bombardear a maior quantidade de inimigos possível, mas engana-se quem pensa que o jogo só possui isso para se fazer, pois durante a campanha é possível desbloquear e atribuir novos modelos de aviões, armas (SHOOTY e BLASTY DAKKA), e melhorar as estatísticas de seu avião, além de poder personalizar as cores da sua aeronave.

- Também é importante dizer que é muitíssimo importante prestar atenção na durabilidade da sua aeronave, afinal de contas, nada melhor que um pequeno toque de realismo para deixar as coisas mais interessantes, né?


- Quanto a bugs e outros problemas no jogo, não encontrei nenhum, mas a falta de localização em português do Brasil é realmente um obstáculo para os jogadores brasileiros, visto que a todo momento você tem um chefe que fala com você através do seu rádio, atribui suas missões e que conta a história da campanha à medida que você progride. Este diálogo unilateral é certamente uma das coisas mais legais do jogo.

- Os comandos em Warhammer 40,000: Dakka Squadron são bem simples e responsivos, porém, confesso que demorei um pouco a pegar a prática já que não tenho o costume de jogar esse gênero de jogo. Como dito anteriormente, não me incomodei com os gráficos, mas alguns podem realmente não gostar, e o principal culpado são as texturas planas e em bloco que deixam o jogo com cara de coisa velha mesmo tendo 3 aninhos de vida.


- Vale lembrar que se você tem problemas com o espaço do seu Micro SDXC, saiba que ele ocupa apenas 5,7GB na versão Switch. Meu veredito? Posso dizer que VALE A MINHA RECOMENDAÇÃO. Agora, quero que me digam o que acharam desse jogo, pois sua opinião é extremamente importante para nós.

- Para comprar o Nintendo Switch, basta clicar aqui;
- Para comprar os jogos, clique aqui;
- Para comprar outros produtos, clique aqui;
- Para promoções de jogos na eShop, clique aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sousou no Frieren: Mangá entra em hiato por tempo indeterminado!

- Segundo a edição mais recente da revista Shonen Sunday , o mangá Frieren e a Jornada para o Além ( Sousou no Frieren ) entrou em hiato, sem previsão de retorno. O premiado mangá é serializado desde abril de 2020 na revista Weekly Shonen Sunday , com nove volumes encadernados até então pela Shogakukan . - A título de curiosidade, a obra é escrita por Kanehito Yamada e ilustrada por Tsukasa Abe , além disso, já tem uma adaptação em anime anunciada para estrear este ano. No Brasil, o mangá é publicado pela editora Panini . Você pode conferir a capa do primeiro volume abaixo: Sinopse: A história depois de um grupo de heróis terem derrotado o Rei Demônio. Você acompanhará Frieren, uma elfa diferente dos seus três companheiros de viagem. Você verá o que ela viveu no mundo, o que ela sentiu depois da aventura ter terminado. E ainda, sua relação com os que ficaram e o que seria a oração para os mortos... “Essa história começa depois que a aventura termina”. “Uma fantasia pós-aventura que

Nintendo Switch: Como Solucionar O ERRO 9001-2470!

(Imagem Ilustrativa.) - Se você é dono de um Nintendo Switch, com certeza já passou por esse problema ou ficou sabendo de alguém que tenha passado em algum momento, não é mesmo? Pois bem, para você que ainda não passou por isso (como eu) e que ainda não sabe do que se trata, eu te explico. O erro em questão ocorre quando você tenta comprar um jogo, seja na eShop BR ou numa eShop gringa, utilizando um cartão de crédito. - A mensagem recebida pelos usuários que já relataram passar por esse problema, é:  " Código de erro: 9001-2470 Não é possível usar este cartão de crédito. " e como são muitas as pessoas tendo problemas com esse maldito erro, cá estou para tentar ajudar você a gastar seu suado dinheirinho com a Nintendo caso isso também esteja lhe causando transtornos. - Antes de mais nada, é importante ressaltar que a Nintendo já está ciente do problema e fornece ajuda aos seus usuários através do suporte online em seu próprio site oficial e que o problema não acorre somen

Unnamed Memory tem adaptação em anime anunciado!

-  Foi anunciado recentemente pela Kadokawa que a série de light novels " Unnamed Memory " ganhará uma adaptação para anime em 2023. Naturalmente, um trailer e mais detalhes foram revelados. - " Unnamed Memory " terá direção de Kazuya Miura (" Uzaki-chan Wants to Hang Out! "), roteiro de Deko Akao (" The Case Study of Vanitas "), design de personagens por Chika Nomi (" Kemono Michi: Rise Up ") e a trilha sonora está por conta de Akito Matsuda (" Sound! Euphonium "). O estúdio responsável é o ENGI . - A título de curiosidade, " Unnamed Memory " é uma série de light novels escrita por Kuji Furumiya , inicialmente publicada em 2008 de forma independente pela autora. Em 2012, ela começou a publicar a série no site Shosetsuka ni Naro e em 2019 os livros começaram a ganhar uma versão impressa pela Kadokawa . A série de light novels possui seis volumes ao todo e sua adaptação em mangá está em publicação desde 2020. -