Pular para o conteúdo principal

[Opinião]: O que eu penso sobre a pirataria?!

- Bem, resolvi fazer esse artigo pois de vez em quando me aparecem alguns seguidores perguntando o que eu acho sobre o assunto, então, tentarei dar a minha opinião de forma clara a vocês. Também sei que essa pauta é bastante polêmica, então peço que evitem treta nos comentários, por favor.

- Antes de mais nada, gostaria de ressaltar que o objetivo desta matéria não é incentivar a pirataria, muito menos ensinar a como desbloquear o seu console. Ela foi redigida com o único intuito de  compartilhar a minha opinião sobre o assunto. Naturalmente, vou utilizar nos meus exemplos situações ocorridas comigo, com conteúdos relacionados à Nintendo e ao PC (Steam), afinal, são as únicas duas plataformas que possuo no momento, mas o que irei dizer aqui não vale só para elas, podendo ser estendido para os demais consoles, além de podermos englobar também o lado das séries, filmes, animes, mangás, etc.

- Não é segredo para ninguém que desde que a internet se popularizou pelo mundo a pirataria começou a ganhar força, e hoje, podemos dizer que é impossível erradicá-la. No entanto, para iniciarmos nosso papo, gostaria de lhes fazer uma pequena pergunta: Vocês sabem o que é a pirataria? Pois para que possamos dialogar, é importante que todos saibam.

- De forma resumida, a pirataria pode ser descrita como o ato de reproduzir, distribuir e/ou vender conteúdo sem autorização de seus proprietários, aqueles que possuem direitos autorais, intelectuais e/ou Copyright sobre o conteúdo. Dito isso, agora que estão por dentro do que é de fato a pirataria, podemos começar.

P1- O que eu acho sobre a pirataria?

R: Pirataria é crime, e do ponto de vista empresarial é uma prática muito ruim para os negócios de quem possui direitos sobre o conteúdo, pois compartilhar de forma gratuita ou paga sem autorização (sem repassar um único centavo aos responsáveis por ele) causa um grande prejuízo financeiro aos seus proprietários — Isso não é segredo para ninguém ou é?. Enfim, eu encaro a pirataria como uma espada de dois gumes, pois de um lado temos a parte ruim aos detentores dos direitos sobre aquele conteúdo já que por trás da produção do mesmo, uma ou várias pessoas trabalharam para criá-lo e merecem ser devidamente remuneradas por seu esforço, coisa que não acontece quando esse conteúdo, que deveria ser comprado/alugado, passa a ser distribuído de forma gratuita e indiscriminada pela internet. Do outro lado, temos o que seria o lado positivo da coisa, a imensa propaganda gratuita proporcionada pelo compartilhamento em massa, fazendo com que muitas pessoas conheçam franquias e outros tipos de produtos que normalmente não teriam acesso tão facilmente, criando novos fãs apaixonados por essas franquias.

P2- O que eu acho a respeito de quem consome produtos piratas?

R: Antes de mais nada, precisamos entender que existem dois tipos de pessoas. O primeiro tipo são as que realmente não tem dinheiro para pagar pelo conteúdo, que conseguem ele gratuitamente, se tornam fãs e quando adquirem condições, passam a comprar para ajudar seus criadores a continuar produzindo. No entanto, também existe o segundo tipo de pessoas, aquelas que levam a vida com a filosofia do "se tem de graça na internet, porque vou pagar?". Elas possuem plenas condições de pagar pelo conteúdo/serviço, mas simplesmente optam por não gastar dinheiro pagando por eles.

Se você não tem condições, o correto seria ficar sem consumir ou juntar dinheiro para no futuro, poder pagar pelo produto/serviço, mas quem sou eu para querer ditar o que você deve ou não fazer? Se não tem condições, você pode até optar por adquirir de forma gratuita o produto, desde que, quando finalmente puder pagar por ele, pague — Você não é menos fã que os outros ao consumir um produto pirata por não ter como pagar, desde que o faça quando puder, até porque, sabemos quanto custa um jogo AAA hoje em dia, não é mesmo?

Lembro-me de quando era mais novo, onde eu emulava jogos de Super Nintendo, Game Boy e PlayStation One no meu computador. Naquela época os meus pais não tinham condições de me presentear com um console, por vezes meus colegas perguntavam-me se eu já havia jogado aquele jogo mega famoso da época e eu sempre respondia que não, por não ter um videogame e isso me deixava triste, frustrado em não poder participar do mesmo papo por não saber nada sobre o assunto. Foi então que conheci através de um amigo os emuladores, e a partir daí, comecei a me apaixonar pelos jogos.

Além de emular, já tive a oportunidade de adquirir a instalação pirata de vários jogos de franquias que viriam a ser muito conhecidas até hoje, como Fable, Darksiders, Ori, entre outros, mas atualmente já fazem mais de 10 anos que eu não ponho as mãos num jogo pirata, independente de qual plataforma seja faço isso com relação a mangás também, mas isso não vem ao caso agora, opto sempre por pagar para ter. No entanto, tenho amigos que fazem literalmente o oposto, se recusando a pagar mesmo tendo condições melhores que as minhas.

"Ah, Rafa, mas se eu já joguei a versão pirata não faz sentido pagar para ter o jogo original, não vou jogar de novo". Diga isso por você, pois no meu caso, eu pago e jogo de novo várias vezes, quer alguns exemplos? Joguei a franquia clássica inteira do Mega Man via emulador, hoje eu possuo a Legacy Collection com os jogos clássicos, além da Legacy Collection com os jogos da franquia X. Conheci a franquia Darksiders através do primeiro jogo com uma instalação pirata da versão para PC, a qual tive acesso por meio de um amigo e hoje possuo todos os jogos da franquia com todo tipo de conteúdo extra que se tem direito... Quer outro exemplo? Joguei Ori and the Blind Forest pela primeira vez de forma pirata, hoje tenho ele e sua sequência, Ori and the Will of the Wisps. Faço uma visita a todos esses jogos de tempos em tempos no Steam e pretendo adquirir suas respectivas versões para Nintendo Switch em breve.

Então me arrisco a dizer que o problema da pirataria está na parcela de pessoas/jogadores que mesmo podendo pagar, não pagam, e sempre optam por adquirir de forma clandestina tudo aquilo que consomem, desde que consigam encontrar de graça na internet. Dito isso, no meu ponto de vista, não as considero como fãs de verdade. Essas pessoas não têm o mínimo intuito de ajudar os desenvolvedores/produtores daquele conteúdo e ainda desdenham de quem paga, inflamando brigas por aí nos fóruns e redes sociais.

P3- O que eu penso sobre o desbloqueio de consoles?

R: Sou contra o desbloqueio enquanto a loja virtual dos consoles estiver funcionando, após seu fechamento, fica impossível adquirir a mídia digital de forma legal e neste caso, SOMENTE NESTE CASO, acho justo o desbloqueio ou emulação, como forma de preservação.

- Algumas pessoas pagaram por um jogo original, mas também possuem uma versão para ser emulada em computador e isso é perfeitamente normal, afinal, você pagou pelo produto e têm direito de fazer uma cópia de segurança dele ou emular em seu PC utilizando alguns mods com melhorias que você provavelmente não veria as próprias empresas fazendo para lançar de forma oficial como a Game Freak, que mesmo sabendo que o Pokémon Scarlet & Violet estava "quebrado", não lançou uma única atualização para corrigir o desempenho do jogo, não é?

- Por fim, sempre digo aos meus seguidores que evitem sempre que possível adquirir seus jogos de forma pirateada através de um desbloqueio, afinal, você perde a garantia do seu console, corre o risco de ter ele banido e para os mais aficionados, acabam perdendo a originalidade do console. E claro, sempre que possível faço recomendações de jogos, informo sobre promoções, ajudo a resolver alguns problemas e trago informações diversas sobre jogos e todo tipo de conteúdo sobre a Big N para facilitar a vida de vocês, leitores, pois muitos partem para a pirataria alegando que os preços cobrados pela Nintendo são altos, o que nem sempre é verdade, conforme eu relato aqui.

- Dito isso, espero que tenha conseguido responder ao menos algumas das perguntas que andam me fazendo por aí, mas caso tenham mais algo a perguntar, deixem nos comentários, ok?

- Agora, quero saber o que você achou da minha opinião, concorda ou discorda? Me diga nos comentários, pois sua opinião é extremamente importante para mim!

- Para comprar o Nintendo Switch, basta clicar aqui;
- Para comprar os jogos, clique aqui;
- Para comprar outros produtos, clique aqui;
- Para promoções de jogos na eShop, clique aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sousou no Frieren: Mangá entra em hiato por tempo indeterminado!

- Segundo a edição mais recente da revista Shonen Sunday , o mangá Frieren e a Jornada para o Além ( Sousou no Frieren ) entrou em hiato, sem previsão de retorno. O premiado mangá é serializado desde abril de 2020 na revista Weekly Shonen Sunday , com nove volumes encadernados até então pela Shogakukan . - A título de curiosidade, a obra é escrita por Kanehito Yamada e ilustrada por Tsukasa Abe , além disso, já tem uma adaptação em anime anunciada para estrear este ano. No Brasil, o mangá é publicado pela editora Panini . Você pode conferir a capa do primeiro volume abaixo: Sinopse: A história depois de um grupo de heróis terem derrotado o Rei Demônio. Você acompanhará Frieren, uma elfa diferente dos seus três companheiros de viagem. Você verá o que ela viveu no mundo, o que ela sentiu depois da aventura ter terminado. E ainda, sua relação com os que ficaram e o que seria a oração para os mortos... “Essa história começa depois que a aventura termina”. “Uma fantasia pós-aventura que

Nintendo Switch: Como Solucionar O ERRO 9001-2470!

(Imagem Ilustrativa.) - Se você é dono de um Nintendo Switch, com certeza já passou por esse problema ou ficou sabendo de alguém que tenha passado em algum momento, não é mesmo? Pois bem, para você que ainda não passou por isso (como eu) e que ainda não sabe do que se trata, eu te explico. O erro em questão ocorre quando você tenta comprar um jogo, seja na eShop BR ou numa eShop gringa, utilizando um cartão de crédito. - A mensagem recebida pelos usuários que já relataram passar por esse problema, é:  " Código de erro: 9001-2470 Não é possível usar este cartão de crédito. " e como são muitas as pessoas tendo problemas com esse maldito erro, cá estou para tentar ajudar você a gastar seu suado dinheirinho com a Nintendo caso isso também esteja lhe causando transtornos. - Antes de mais nada, é importante ressaltar que a Nintendo já está ciente do problema e fornece ajuda aos seus usuários através do suporte online em seu próprio site oficial e que o problema não acorre somen

Unnamed Memory tem adaptação em anime anunciado!

-  Foi anunciado recentemente pela Kadokawa que a série de light novels " Unnamed Memory " ganhará uma adaptação para anime em 2023. Naturalmente, um trailer e mais detalhes foram revelados. - " Unnamed Memory " terá direção de Kazuya Miura (" Uzaki-chan Wants to Hang Out! "), roteiro de Deko Akao (" The Case Study of Vanitas "), design de personagens por Chika Nomi (" Kemono Michi: Rise Up ") e a trilha sonora está por conta de Akito Matsuda (" Sound! Euphonium "). O estúdio responsável é o ENGI . - A título de curiosidade, " Unnamed Memory " é uma série de light novels escrita por Kuji Furumiya , inicialmente publicada em 2008 de forma independente pela autora. Em 2012, ela começou a publicar a série no site Shosetsuka ni Naro e em 2019 os livros começaram a ganhar uma versão impressa pela Kadokawa . A série de light novels possui seis volumes ao todo e sua adaptação em mangá está em publicação desde 2020. -